Clayton de Souza/AE
Clayton de Souza/AE

Após Kiss, maioria das boates ainda não tem alvará

De 58 baladas paulistanas, 30 não estão regularizadas; casas reclamam da demora da emissão de documentos e Prefeitura promete desburocratização

Artur Rodrigues, O Estado de S. Paulo

06 Julho 2013 | 16h08

Cinco meses depois do incêndio da boate Kiss e da promessa da Prefeitura de São Paulo de aumentar a fiscalização e acelerar a emissão de documentos, grande parte das casas noturnas paulistanas mais conhecidas continua sem alvará de funcionamento. De 58 endereços apontados por leitores, 30 não estão completamente regularizadas. Os proprietários reclamam da burocracia e alguns dizem estar esperando há até 25 anos pela Licença de Funcionamento.

O incêndio em 27 de janeiro na casa noturna de Santa Maria, no Rio Grande do Sul, deixou 242 mortos e inspirou cidades de todo o País a reforçar a fiscalização das boates. A Prefeitura e o governo de São Paulo anunciaram uma força-tarefa para analisar os estabelecimentos. Para não serem lacrados, alguns alegaram estar de luto e fecharam por conta própria.

Aos poucos, foram reabrindo e a situação hoje é parecida com a época do acidente. De nove casas sem alvará para locais de reunião citadas em reportagem do Estado na época, só uma, a Wood’s, na Vila Olímpia, conseguiu o documento. Entre as listadas que não conseguiram o documento está a Lions, por exemplo, que cobra consumação mínima de R$ 120. A casa não quis comentar o assunto.

Algumas afirmam estar esperando há vários anos para entrar no time das regularizadas. “Desde 1983, eu renovava todos os anos o alvará. Depois de 2005, começou a travar. Agora, a única resposta que recebo é que está em análise”, conta Paulo Lustig, dono do Café Piu Piu, no Bexiga, região central. Ele afirma que, nesse período, fez tudo o que lhe foi pedido.

A espera do pub O’Malley’s já dura 25 anos. “Se a pessoa esperar alvará para abrir o bar, vai morrer sem abrir”, afirma a gerente da casa, Vanessa Arcanjo. Thaynan Monteiro, gerente administrativa do Josephine, no Jardim Paulistano, afirma que a casa fez várias melhorias na segurança. Agora, espera o alvará.

Comissão. A Prefeitura diz que “adotou medidas para desburocratizar a emissão de alvarás”. Entre elas, está uma comissão com donos de baladas que tem reuniões semanais. Proprietário da casa Clash, na Barra Funda, e participante da comissão, Gabriel Gaiarsa afirma que esta gestão municipal “vem se mostrando muito proativa e razoável nos desdobramentos deste assunto”.

Segundo Gaiarsa, chegou-se a um acordo com a administração que as casas que provassem ter segurança por meio da obtenção do Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (AVCB) poderiam continuar funcionando até obter a completa regularização. Segundo ele, a Clash tem o alvará provisório e só não recebeu o definitivo por causa de uma discrepância na metragem do imóvel. “O importante é que cumprimos todos os requisitos de segurança”, afirma.

O consultor sobre segurança da empresa FireStop, Silvio Antunes, diz que depois do incêndio da Kiss muitos estabelecimentos passaram a correr atrás dos equipamentos que podem evitar nova tragédia. “A procura triplicou.”

O presidente da Comissão de Direito Administrativo da Ordem dos Advogados do Brasil em São Paulo (OAB-SP), Adib Kassouf Sad, afirma que o caso de Santa Maria deveria servir como exemplo para que a Prefeitura passasse a fiscalizar de fato as casas e as boates cumprissem a lei. “Se fosse impossível cumprir a legislação, como outras casas conseguem?”

Casas sem licença de funcionamento com validade ou sem alvará próprio para local de reunião:

- Fun House

Rua Bela Cintra, 567 - Cerqueira Cesar

Casa não quis comentar.

- Clash

Rua Barra Funda, 969 - Barra Funda

Local tem alvará provisório e aguarda documento definitivo. Casa ressalta que cumpre todos os procedimentos de segurança.

- The Brooks

Rua Carmo do Rio Verde, 83 - Chácara Santo Antônio.

Casa não comentou.

- Trash 80's

 R. Álvaro de Carvalho, 40 - República

O processo de obtenção do alvará está em andamento. Casa afirma que cumpre procedimentos de segurança.

- O`Malley`s

Alameda Itu, 1529 - Jardim Paulista

Afirma que obtenção do documento está andamento e que espera há 25 anos.

- Vila Duca

Rua Clodomiro Amazonas, 495 - Vila Nova Conceição.

Não respondeu.

- Enfarta Madalena

R. Fidalga, 75 - Vila Madalena.

Casa afirma ter o alvará, mas não apresentou.

- Bofetada Club

Rua Peixoto Gomide, 131 - Cerqueira César.

Não respondeu.

- Café Piu Piu

R. Treze de Maio, 134 - Bixiga

Afirma aguardar renovação de alvará desde 2005 e que cumpre regras de segurança.

- Delluri

Av. Luis Dumont Villares, 955 - Parada Inglesa.

Não respondeu.

- She Rocks

Rua Tabapuã, 1460 - Itaim Bibi

Não respondeu.

- Outs

Rua Augusta 486 - Cerqueira Cesar.

Não respondeu.

- Villa Carioca

Ricardo Jafet, 1052 - Chácara Klabin.

Responsáveis não foram localizados.

- Bar Cámara

Rua Luís Murat,  308 - Vila Madalena.

Afirma que tem protocolo de renovação de fevereiro.

- Koo Club

Rua Cardeal Arcoverde, 1393 - Pinheiros.

Não respondeu.

- Josephine

Rua Mário Ferraz, 586 - Itaim Bibi.

Afirma aguardar procedimento da Prefeitura e que cumpre regras de segurança.

- Cine Joia

Praça Carlos Gomes, 82 - Liberdade.

Direção da casa não comentou.

- Royal

Rua Quatá, 460 - Itaim Bibi.

Apresentou alvará que não comprova a licença como local de reunião.

- Lions

Av. Brigadeiro Luís Antônio, 277 - Centro.

Não comentou.

- Disco Club

R. Professor Atílio Innocenti, 160 - Itaim Bibi.

Não respondeu.

- Opium Solarium

Praça Professor José Lannes, 46 - Itaim Bibi.

Não respondeu.

- Sarajevo

Rua Augusta, 1385 - Centro.

Não respondeu.

- Estudio Emme

Avenida Pedroso De Morais, 1036 - Pinheiros

Não respondeu.

- Blackmore Rock Bar

Alameda dos Maracatins, 1317 - Moema.

Não respondeu.

- D'Edge

Alameda Olga, 170

Apresentou alvará de funcionamento, mas não o de local de reunião.

- Iatch

Rua Treze de Maio, 701 - Bela Vista.

Não quis comentar.

- Espaço Cultural Latino Americano

Ecla, Rua da Abolição, 144 - Bela Vista.

Responsáveis não foram localizados.

- Alberta 3

Av. São Luís, 272 - República.

Não se manifestou.

Casas com alvará

- Carioca Club

R. Cardeal Arcoverde, 2899 - Pinheiros.

- Nexxt Lounge

R. Gomes de Carvalho, 799 - Itaim Bibi.

- Nitro Night

R. Gibraltar, 346 - Santo Amaro.

- Morrison

R. Inácio Pereira da Rocha, 362 - Vila Madalena

- Vila Country

Av. Francisco Matarazzo, 774 - Água Branca.

- Beco 203

Rua Augusta, 609 - Consolação.

- Inferno

R. Augusta, 501 - Consolação

- A Lôca

Rua Frei Caneca, 916 - Bela Vista.

- Love Story

R. Araújo, 232 - República.

- The Week

R. Guaicurus, 324 - Lapa.

- Club A

Alameda dos Aicás, 1642 - Moema.

- Open Bar Club

R. Henrique Schaumann, 794 - Jardim Paulista.

- A Seringueira

Avenida Francisco Matarazzo, 694 - Água Branca.

- Hot Hot

R. Santo Antônio - Bela Vista.

- Traço de União

R. Cláudio Soares, 73 - Pinheiros.

- Woods

Rua Quatá, 1016 - Itaim Bibi.

- Cabral

Av. Salim Farah Maluf, 1500 - Tatuape.

- Museum

Rua James Joule, 65 - Brooklin.

- Cantho

Largo do Arouche, 32 - República.

- B4

Rua Peruíbe, 140-  Jardim Europa.

- Blitz Haus

Rua Augusta, 657 - Consolação.

- London Station

Rua Tabapuã, 1439

- Na Mata Cafe

Rua da Mata, 70

- Espaço Elevate

Rua da Consolação, 1749 a 1753, Consolação

- DJ Club

Alameda Franca, 241 - Jardins.

- Bebo Sim

Rua Alfonso Bovero, 1107 - Perdizes.

Republic

Rua Delfina, 110 - Vila Madalena.

- Kabul

Rua Pedro Taques, 124 - Consolação.

- Bubu Lounge

Rua dos Pinheiros, 791 - Pinheiros.

Fonte: Prefeitura e reportagem

 

 

Mais conteúdo sobre:
Kiss boate alvará

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.