Após rodada de negociações, servidores da PF mantêm greve

Setores como o de emissão de passaportes estão paralisados desde o início da paralisação da categoria

Solange Spigliatti, estadao.com.br

11 Outubro 2007 | 11h32

Os servidores administrativos da Polícia Federal resolveram manter a greve por tempo indeterminado após rodada de negociações feita na noite desta quarta-feira, 10. De acordo com o Sindicato Nacional dos Servidores do Plano Especial de Cargos da Polícia Federal (SINPECPF), o Ministério do Planejamento não apresentou proposta à contraproposta do sindicato.   A greve dos servidores administrativos da Polícia Federal, deflagrada dia 25 de setembro, para pressionar o governo a apresentar a proposta de reestruturação de carreira da categoria já afeta serviços à população e o andamento das atividades do órgão, segundo o sindicato.   Os setores de Protocolo, Senarm, passaporte, produtos químicos, controle de segurança privada e coordenação de tecnologia da informação em Brasília estão com as atividades paradas por conta da greve.

Mais conteúdo sobre:
greve da PF

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.