Apreendidos 200 quilos de alimentos em hospitais do Rio

Além das apreensões, sete pessoas foram presas em cinco hospitais da região metropolitana

Marcela Gonsalves, estadão.com.br

21 Julho 2011 | 17h34

SÃO PAULO - Mais de 200 quilos de alimentos foram apreendidos em hospitais cariocas durante uma operação da Delegacia do Consumidor (Decon) realizada nesta quinta-feira, 21. A ação aconteceu em cinco unidades hospitalares na região metropolitana do Rio e resultou na prisão de sete pessoas pela prática de crimes contra as relações de consumo.

A pior situação, de acordo com os policiais, foi encontrada no Hospital Rio Mar, na Barra da Tijuca. Uma nutricionista e um almoxarife foram presos. No hospital foram apreendidos mais de 150 quilos de alimentos, entre eles frangos, carnes, peixes, frios, todos fora de validade e alguns inclusive sem identificação de origem. Três balcões frigoríficos que estavam no local foram interditados e serão vistoriados amanhã pela Vigilância Sanitária. No almoxarifado foram apreendidos materiais cirúrgicos e hospitalares vencidos, como sondas e cânulas.

Foram apreendidos ainda medicamentos e alimentos vencidos no Hospital Quinta D''Or, em São Cristóvão, no Hospital São Lucas, em Copacabana, no Hospital de Clínicas de Niterói e na clínica pediátrica Primeira Idade, na Barra da Tijuca. Os sete presos, entre eles nutricionistas e uma farmacêutica, foram encaminhados para a especializada e autuados pela prática de crimes contra as relações de consumo. Foi atribuída a fiança com valores de 20 a 40 salários mínimos, o que equivale de R$ 10.900 a R$ 21.800.

Mais conteúdo sobre:
apreensão alimentos hospitais Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.