Apresentador de TV pública denuncia pressão política e pede demissão no ar

GOIÁS

, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2010 | 00h00

Alegando estar sob censura, o jornalista Paulo Beringhs, de 59 anos, interrompeu uma entrevista ao vivo na quarta-feira, no programa Jornal Brasil Central - Edição da Noite, e pediu demissão no ar. A decisão, segundo ele, deve-se à pressão política de que estaria sendo alvo na TV Brasil Central, do governo estadual. Beringhs disse ter sido impedido de levar ao ar entrevista com o candidato Marconi Perillo (PSDB), adversário de Iris Rezende (PMDB), que é apoiado pelo governador Alcides Rodrigues (PP). Marcos Vinicius Farias, diretor da agência responsável pela TV, nega haver censura. Ao Estado, Beringhs disse que foi filiado ao PSDB, mas por pouco tempo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.