Argentino, morador de rua há 20 anos, é recolhido em cracolândia no Rio

Ação realizada na zona sul da cidade recolheu 73 pessoas - 59 adultos e 14 crianças

Tiago Rogero , estadão.com.br

06 Julho 2011 | 10h29

RIO - Um argentino que seria morador de rua do Rio há mais de 20 anos foi recolhido na manhã desta quarta-feira, 6, durante operação da Secretaria Municipal de Assistência Social (Smas) para retirar usuários das chamadas cracrolândias. A ação, realizada nos bairros Glória, Catete, Largo do Machado e Flamengo, na zona sul da cidade, recolheu 73 pessoas: 59 adultos e 14 crianças e adolescentes.O argentino, de acordo com a Smas, está na capital fluminense desde 1984.

 

Participaram da ação 30 agentes da Smas, além de 14 policiais civis e 18 militares. Desde 31 de março, foram realizadas 17 operações para a retirada de moradores de rua, esta é a oitava após a implantação do protocolo que prevê a internação compulsória das crianças e adolescentes que forem classificadas como dependentes químicas.

 

Nas 17 operações desde março, foram retiradas das ruas 1.111 pessoas: 894 adultos e 217 crianças e adolescentes. O número divulgado pela Smas, no entanto, refere-se à soma total de recolhidos a cada ação, e portanto pode ter computado mais de uma vez os usuários que fugiram dos abrigos e foram retirados novamente das ruas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.