Até 2019, todas as motocicletas do Brasil deverão ter ABS ou CBS

Mudança visa a aumentar controle sobre a moto durante a frenagem

O Estado de S. Paulo

09 Dezembro 2014 | 17h37

O Conselho Nacional de Trânsito publicou nesta terça-feira, 9, no Diário Oficial da União, uma resolução que obriga que motocicletas, motonetas, triciclos e quadriciclos tenham sistema antitravamento das rodas (ABS) ou sistema de frenagem combinada das rodas (CBS). 

A partir de 1º de janeiro de 2019, 100% dos veículos - produzidos localmente ou importados - deverão estar adequados à resolução. 

Os veículos com cilindrada igual ou superior a 300 cilindradas ou, no caso de elétricos, com potências igual ou superior a 22 kW, deverão ter sistema antitravamento (ABS) em todas as rodas. Já os veículos com cilindrada inferior a 300 cilindradas ou, no caso de elétricos, com potências abaixo de 22 kW, deverão ter sistema de frenagem combinada das rodas (CBS) ou sistema antitravamento das rodas (ABS).

A regra, que será aplicada gradualmente, visa a garantir a segurança dos condutores e passageiros. As mudanças têm o objetivo de melhorar o controle das motocicletas e similares durante o processo de frenagem.

Mais conteúdo sobre:
ABS CBS Conselho Nacional de Trânsito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.