1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Ator solto após engano diz que perdoa mulher que o acusou

Fábio Grellet - O Estado de S. Paulo

26 Fevereiro 2014 | 17h 26

'Não guardo rancor. Ela estava nervosa e infelizmente me confundiu', disse Vinícius Romão

RIO - Cerca de duas horas após ser libertado do presídio onde permaneceu por 16 dias após ser acusado por uma mulher de roubado, o psicólogo e ator Vinícius Romão afirmou que perdoa a autora da acusação. "Não guardo rancor. Ela estava nervosa, e infelizmente me confundiu."

Questionado sobre o que pretende dizer a ela, ele foi enfático: "Ela é que tem de dizer algo a mim. Eu vou dizer que a desculpo". Romão disse que ainda não decidiu sobre as providências judiciais que pretende tomar. "Preciso conversar com o meu advogado, sobre isso não quero dizer nada ainda."

Caso. O ator deixou a Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, às 13h43 desta quarta-feira, 26. Mais de dez amigos de Souza foram até a porta do presídio para acompanhar a libertação. Ao sair, o ator preferiu não conversar com a imprensa e disse apenas: "Amanhã eu converso com todos vocês. A Justiça vai ser feita". Ele estava acompanhado pelo advogado Rubens Nogueira de Abreu e familiares.

Souza, que é psicólogo e fez uma participação na novela da TV Globo Lado a Lado, foi preso sob acusação de ter roubado a bolsa de uma enfermeira na noite do dia 10. Nos dois primeiros depoimentos, a vítima reconheceu o rapaz como sendo o autor do crime. Na segunda-feira, 24, amigos e familiares iniciaram uma campanha pelas redes sociais, pedindo a liberação de Souza, argumentando que ele estava preso porque havia sido confundido. A enfermeira prestou novo depoimento e afirmou, desta vez, que havia errado e que não tinha voltado à delegacia por falta de dinheiro para a passagem de ônibus.

Após o novo depoimento, o delegado Niandro Lima, da 25.ª Delegacia de Polícia (Engenho Novo), responsável pela investigação, ajuizou um habeas corpus em favor do ator.