1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Babá é acusada de matar criança de 7 meses no Rio

Thaise Constancio - O Estado de S. Paulo

26 Março 2014 | 15h 26

De acordo com a polícia, Ingrid de Carvalho Cristino teria ficado irritada porque bebê começou a chorar

RIO - A babá Ingrid de Carvalho Cristino, de 20 anos, é acusada de matar o bebê Paulo Henrique Cezário dos Santos, de 7 meses, na noite dessa terça-feira, 25. O crime aconteceu no Morro de São Carlos, no Estácio, zona norte do Rio. Segundo o delegado assistente da 17ª DP (São Cristóvão), Othon Alves Filho, ela foi presa em flagrante por homicídio qualificado por motivo fútil.

Ingrid cuidava de Paulo Henrique, da filha de três anos e de outras crianças, quando o menino começou a chorar por volta das 14h30. Irritada, ela bateu no menino e depois pisou no pescoço e no peito do bebê. Com a impacto, o coração e a coluna de Paulo Henrique foram atingidos.

"Ela deu duas cotoveladas no diafragma da criança, que estava na cama e caiu. Depois ela pisou no pescoço e na barriga do bebê", afirmou o delegado. Ele acrescentou que a babá não demonstrou arrependimento.

Quando chegou para buscar o bebê, por volta das 17h30, a mãe, Nathali Fernandes Cesário, de 21 anos, percebeu que havia algo errado, levou o filho para o Hospital Central da Polícia Militar (HCPM), que fica na frente do morro. Paulo morreu no início da noite.

Ingrid e a filha de 3 anos acompanharam Nathali até o hospital. Lá a menina contou para duas mulheres que a mãe tinha ido a uma festa de noite e não estava conseguindo dormir com o choro de Paulo Henrique. As mulheres chamaram a polícia e ela foi levada para a 17ª DP, onde confessou o crime. Ela disse que não estava dormindo, mas que "não aguentava o choro" do bebê. A babá foi levada para um presídio feminino.

Ingrid cuidava de Paulo Henrique há quatro meses. "Era um bebê puro, que nunca fez mal a ninguém", disse o pai Luiz Henrique Soares dos Santos, de 24 anos. Santos e Nathali têm outro filho, Pedro, de 3 anos, que estava na creche quando o irmão foi morto.