Baixa temperatura mata duas pessoas no Rio Grande do Sul

Casos ocorreram nas regiões noroeste e central do Estado, polícia atribuiu os óbitos à hipotermia

Elder Ogliari, de O Estado de S. Paulo,

24 Julho 2013 | 18h19

PORTO ALEGRE - O frio matou dois homens no interior do Rio Grande do Sul durante esta semana. O primeiro, identificado como Vilmar Brazilista, de 55 anos, foi localizado em um terreno dos arredores de Panambi, no noroeste do Estado, no domingo. O segundo, Marino Fernandes, de 53 anos, foi encontrado em Sinimbu, na região central, na terça-feira. Nos dois casos, a polícia não encontrou vestígios de violência e atribuiu o óbito à hipotermia.

 

Nesta quarta-feira, a temperatura voltou a cair para abaixo de zero em diversas regiões do Rio Grande do Sul. Um levantamento feito pela Metsul Meteorologia indica que em 28 municípios do Estado a mínima do dia foi negativa. A extrema ocorreu em Santa Rosa, no oeste, e chegou a 4,9 graus negativos. A mínima registrada pela rede de estações do 8º Distrito de Meteorologia foi de 3,8 graus negativos em Bom Jesus e São José dos Ausentes, nos Campos de Cima da Serra. A máxima não passou de 15,2 graus em Campo Bom, no Vale do Sinos.

 

Não houve mais ocorrência de neve como na segunda-feira e na terça-feira, mas a geada cobriu grande parte do território gaúcho. O fenômeno foi considerado "forte" em Bom Jesus, Cambará do Sul, Passo Fundo e Lagoa Vermelha, na metade norte do Estado, e Encruzilhada do Sul e Santana do Livramento, na metade sul.

 

A previsão do 8º Distrito de Meteorologia mantém possibilidade de geada pelos próximos quatro dias. A temperatura sobe gradualmente, oscilando de três graus abaixo de zero a 15 graus nesta quinta-feira e de quatro graus a 24 graus no domingo.

Mais conteúdo sobre:
frio RS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.