1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Bandidos estupram mulher e filha de 12 anos no interior do PR

- Atualizado: 21 Janeiro 2016 | 21h 11

Mulher foi morta e garota de 12 anos foi levada para o Pronto Socorro. Crimes ocorreram em Sarandi

CURITIBA - Três homens invadiram uma casa em Sarandi, na Região Metropolitana de Maringá (PR), e estupraram e mataram uma mulher na madrugada desta quinta-feira, 21. Uma menina de 12 anos, filha da vítima, também foi estuprada e sua avó, ferida gravemente pelos assaltantes.

Rosemeire Oliveira de Souza, 31 anos, foi morta após ser espancada e estuprada pelos assaltantes que invadiram a casa de sua mãe, no Jardim Cometa, na periferia da cidade. A filha de Rosemeire, de 12 anos, também foi estuprada e a avó da menina, Bernadete Oliveira de Souza, ficou ferida gravemente depois de levar socos dos bandidos. 

Rosemeire morava em Campo Grande (MS) e estava visitando sua mãe no momento do crime.

Segundo a Polícia Civil, um dos bandidos abriu a janela da casa e liberou a área para a entrada dos outros. Nesse momento, Bernadete, que estava em um quarto com o neto, acordou e ainda presenciou a invasão do outro quarto onde sua neta dormia. 

Rosemeire entrou em luta com os bandidos e, depois de levar socos, foi estuprada e morta. Em um exame preliminar, ela apresentava diversas lesões no crânio. Os ladrões fugiram com objetos roubados e dinheiro.

Bernadete contou à polícia que os suspeitos se tratavam pelo nome e chegou a ouvir Pablo, Douglas e Jeferson entre os nomes pronunciados. Um deles usava piercing na sobrancelha e a polícia recolheu uma camiseta preta usada por um dos bandidos.

A garota foi levada para o Pronto Socorro do Hospital Universitário e o corpo de Rosemeire foi levado para o IML de Maringá. Com esse crime, Sarandi já registra dois latrocínios em menos de uma semana.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX