Bebê seqüestrado e falsa enfermeira são encontrados no ES

Mulher é presa dentro de casa e confessa ter roubado recém-nascido de hospital da Grande Vitória

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

22 Outubro 2007 | 12h58

A polícia prendeu na manhã desta segunda-feira, 22, a falsa enfermeira, de 35 anos, que seqüestrou um recém-nascido de apenas três dias de um hospital de Cariacica, no Espírito Santo. A criança foi levada do Hospital Maternidade São João Batista, em Alto Laje, na Grande Vitória. Segundo informações preliminares da polícia, a mulher foi presa dentro de casa e confessou o roubo da criança. No domingo, a polícia divulgou o retrato falado que ajudou a localizar a suspeita do rapto.   O nome da mulher ainda não foi divulgado, mas a polícia afirmou que ela foi presa em sua casa, em Vila Velha, também na Grande Vitória. O menino, que recebeu o nome de Jefferson pelos pais, foi levado para o hospital, onde a mãe continuava internada, e passará por exames.    O servente Welson Santos Rodrigues, pai de Jefferson, disse que vai processar o hospital. "O hospital tem que ser responsabilizado por essa falha. Vamos cobrar indenização na Justiça", disse o rapaz, de 22 anos.   O menino foi retirado dos braços da mãe, a dona de casa Joice Viviane Ferreira Martins, de 17 anos, por uma mulher morena, de cabelos pretos, vestida de jaleco branco. Ela disse que levaria o bebê para o banho. A polícia acredita que a mulher tenha deixado o hospital levando a criança numa sacola de papel de butique.   Joice e o filho receberiam alta na manhã de sábado, mas a mãe foi mantida internada. Segundo a família, ela teve uma crise nervosa durante a madrugada e precisou ser sedada. A jovem também está com febre alta.

Mais conteúdo sobre:
bebê seqüestrado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.