1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

BH sanciona lei que proíbe o Uber

- Atualizado: 10 Janeiro 2016 | 00h 09

Texto diz que aplicativos só poderão intermediar o contato entre passageiros e motoristas que estão cadastrados pela Prefeitura

A Prefeitura de Belo Horizonte sancionou neste sábado, 9, por meio de publicação no Diário Oficial, lei que proíbe o Uber. O texto diz que aplicativos só poderão intermediar o contato entre passageiros e motoristas que estão cadastrados pela Prefeitura. 

A empresa não concorda. Em uma nota publicada em seu site, afirma que “vai seguir operando em Belo Horizonte” por entender que oferece um serviço de transporte privado. “É importante mencionar que um decreto regulando positivamente modelos de negócio como a Uber foi apresentado pelo prefeito Fernando Haddad, em São Paulo”, destaca a nota oficial. 

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em BrasilX