Bono canta axé e divide vocais com Ivete no carnaval de Salvador

Dizem que, no carnaval de Salvador, tudo pode acontecer. Mas dessa vez Salvador extrapolou. Bono, cantor e líder de uma das maiores bandas de rock do mundo, o U2, tornou-se nesta quinta-feira, durante quinze minutos, vocalista de apoio da baiana Ivete Sangalo em sua própria canção, Vertigo. Não contente, o cantor ainda esgoelou-se no refrão de duplo sentido de "Chupa toda", uma música de axé do repertório de Ivete. ?Chupa toda, chupa toda?, berrava o irlandês. Essa mistura inédita abriu, na noite desta quinta-feira, no Farol da Barra, o frenético carnaval de Salvador. O grupo irlandês chegou ao camarote Oceania, de Gilberto Gil, na Barra, epicentro do carnaval, às 21h30. Suas vans, cercadas de policiais, provocaram um princípio de histeria dos foliões e fãs da banda que os aguardavam. Ao chegar à sacada do camarote, Ivete passava com seu trio elétrico e o bloco Cerveja & Cia. Bono sambou desajeitadamente ao chegar, e cumprimentou o público. Em seguida, a rainha da axé music pediu licença e mandou ver numa versão carnavalizada de Vertigo. A baiana convocou e o roqueiro engajado respondeu, com um microfone. Logo, Gil sacou outro microfone e tudo virou uma grande jam session. O público, que até então cantava refrões como ?piririponpom, piririponpom?, não se fez de rogado e caiu no rock. ?Só você mesmo, viu velho, para fazer uma coisa dessas comigo?, disse Ivete, dirigindo-se a Gilberto Gil. Ela também fez longa reverência para o arranjador americano Quincy Jones, num dos extremos do camarote. Bono demonstrou intimidade com a família Gil. Abraçou a mulher do ministro, Flora Gil, e dividiu microfone com a filha dele, Preta Gil. Logo em seguida, Ivete voltou à axé, com Gil de parceiro no microfone. A letra é um primor de invenção. ?Eu vou enfiar uva no céu da sua boca/Eu quero beijar a sua boca louca/Chupa toda/Chupa toda?, cantou Ivete. Parecia que Bono ia ficar quieto, mas ele pegou rápido o refrão, que Ivete disse a ele que significava, em português, o mesmo que ?suck it all?. Bono ainda cantou algo com a ajuda da banda de Ivete, uma canção sobre ser irlandês que o repórter não conseguiu definir de onde veio. Causou um estranhamento, mas a folia foi educada e permaneceu pulando enquanto ele cantava. O U2 então se despediu e sumiu com suas vans. A banda ficou 20 minutos no carnaval baiano, mas levou a multidão à loucura. Os irlandeses devem voltar nesta sexta-feira para nova dose, e há a expectativa de que Bono dessa vez suba num trio elétrico - coragem para enfrentar os foliões ele já demonstrou. Para a próxima incursão deles pela avenida dos trios elétricos, repare numa coisa, prezado leitor: The Edge sambando é ou não é um dos espetáculos mais tristes da natureza? A última vez que dançou deve ter sido no Studio 54, em Nova York, em 1979.

Agencia Estado,

23 Fevereiro 2006 | 23h12

Mais conteúdo sobre:
carnaval carnaval 2006

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.