1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Brasil tem mais de 202 milhões de habitantes, estima IBGE

Clarissa Thomé - O Estado de S. Paulo

28 Agosto 2014 | 08h 20

Com 44 milhões de habitantes, São Paulo permanece como o estado mais populoso do Brasil

Atualizado às 17:44

RIO - O Brasil tem 202,7 milhões de habitantes e um em cada dez mora na Região Metropolitana de São Paulo, segundo estimativa da população brasileira divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados se referem a 1º de julho. Em 2013, havia 201 milhões de habitantes no País . Houve um crescimento de 0,86% em um ano.

As maiores taxas de crescimento da população ocorreram nos municípios de médio porte, que têm entre 100 mil e 500 mil habitantes (1,12%).

"Esses municípios em geral são importantes centros regionais em seus estados ou integrantes das principais regiões metropolitanas do país, e se configuram como áreas de atratividade migratória", informa a nota técnica do IBGE.

A parcela da população que vive nas capitais se manteve estável - são 48,3 milhões de pessoas, que representam 23,8% dos habitantes, a mesma proporção de 2000. A taxa de crescimento dos grandes municípios foi de 0,84%, menor do que a média nacional.

"As capitais do país historicamente atraem muito contingente populacional porque têm grandes empresas, comércio forte. Mas por fatores como o custo de vida mais elevado, as pessoas têm se mudado para esses municípios no entorno, que margeiam as capitais, como as Regiões Metropolitanas das capitais", afirma o pesquisador do IBGE Luciano Gonçalves.

Ele cita São Paulo como exemplo, cuja Região Metropolitana tem 20.935.204 moradores; ou 10,32% da população brasileira. "Excetuando-se as capitais, Guarulhos é o maior município do País, com mais de um milhão de moradores. Dos nove maiores municípios, ainda excluindo as capitais, seis são de São Paulo e três são do Rio de Janeiro", afirma Gonçalves, referindo-se aos municípios paulistas de Guarulhos, Campinas, São Bernardo do Campo, Santo André, Osasco e São José dos Campos, e aos municípios fluminenses de São Gonçalo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu.

O pesquisador ressalta que isso não quer dizer que as pessoas trabalhem nesses municípios. Elas fazem "movimento pendular”, de casa para o trabalho. “Mais do que nunca investimentos em infraestrutura têm de estar direcionados para mobilidade urbana, para ciclovias, a fim de incentivar o uso de bicicleta como meio de transporte. Mobilidade será a palavra-chave para que as metrópoles não entrem em colapso", acredita.

O município de São Paulo é o mais populoso do País, com 11,9 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,5 milhões de habitantes), Salvador (2,9 milhões de habitantes), Brasília (2,9 milhões de habitantes) e Fortaleza (2,6 milhões de habitantes). Os 25 municípios mais populosos somam 51,0 milhões de habitantes em 2014, representando 25,2% da população total do Brasil.

Borá (SP), que por 23 anos ostentou o título de menor município do País e perdeu o lugar, em 2013, para Serra da Saudade (MG), cresceu mais um pouquinho - passou de 834 habitantes para 835. Serra da Saudade ficou ainda menor, 822 pessoas moram ali; três a menos do que no ano passado. Dos 5.570 municípios brasileiros, somente Borá e Serra da Saudade têm menos de mil habitantes.

Entre os Estados, os três mais populosos localizam-se na região Sudeste: São Paulo, com 44,0 milhões de habitantes e 21,7% da população; Minas Gerais, com 20,7 milhões de habitantes e 10,2% da população; e Rio de Janeiro, com 16,5 milhões de habitantes e 8,1% da população.

Já os menos populosos estão na região Norte - Roraima , com 496,9 mil habitantes e 0,2% da população , seguido do Amapá, com 750,9 mil habitantes e 0,4% da população, e Acre com 790,1 mil habitantes e 0,4% da população total.