CORPO DE BOMBEIROS
CORPO DE BOMBEIROS

Brinquedo desaba em parque de diversões de Goiânia e fere 11

Assento do brinquedo Twister se soltou, lançando as pessoas para fora; prefeito determinou a interdição do parque

Marília Assunção, O Estado de S.Paulo

26 Julho 2017 | 18h02

GOIÂNIA - Onze pessoas - 9 crianças e 2 adultos - ficaram feridas durante a queda do assento de um brinquedo no Parque Mutirama, em Goiânia. Os dois adultos se machucaram com maior gravidade.Um homem teve traumatismo craniano e uma mulher sofreu um corte profundo e fratura exposta em uma das pernas. O prefeito da cidade determinou a interdição do parque. 

Por volta das 13h20 desta quarta-feira, 26, um dos assentos que transportavam pessoas no brinquedo chamado Twister, que gira sobre si mesmo, desabou, segundo o Corpo de Bombeiros, lançando para fora as vítimas. Houve gritaria e agitação no parque. Conforme o tenente dos Bombeiros Rodolfo Vieira, que participou do resgate, todos os feridos estavam conscientes. Ninguém em solo foi atingido.  

O banco com as vítimas despencou de uma altura de quatro metros. Em plenas férias de julho, cerca de 3 mil pessoas entraram parque nesta quarta-feira. Centenas delas, a maioria crianças, assistiram chocadas às cenas de resgate. Muita gente pediu a devolução dos bilhetes pagos e foi embora.

"Cada peça tem capacidade para 16 pessoas, não havia superlotação", disse Vieira. Oito viaturas da Corporação prestaram socorro junto com equipes do Serviço de Atendimento Móvel (Samu). As vítimas foram encaminhadas para diferentes unidades de saúde de Goiânia. 

A polícia instaurou inquérito. Serão ouvidos funcionários, testemunhas e vítimas, e avaliada a perícia técnica para verificar se houve imprudência ou imperícia, o que pode configurar crime de lesão corporal. A principal linha de investigação é de que o eixo central da atração tenha se rompido com um efeito de baque sobre a parte giratória, que não resistiu. 

Conforme os bombeiros, o equipamento está com a manutenção em dia e o Parque Mutirama, em situação regular na corporação. A unidade pertence à prefeitura de Goiânia e é administrada pela Agência Municipal de Turismo Evento e Lazer (Agetul), que lamentou o ocorrido e garantiu estar prestando assistência às vítimas. 

No final da tarde desta quarta, o prefeito de Goiânia, Iris Rezende Machado, determinou a interdição do Parque Mutirama por tempo indeterminado. Machado disse que o Mutirama só reabrirá as portas após uma inspeção de todos os brinquedos do parque comprovar que as atrações estão seguras.

Investigação. No Ministério Público estadual, uma ação civil pública investiga a compra em 2013 de brinquedos usados e questiona a habilidade técnica de empresas envolvidas no fornecimento e manutenção. 

Em janeiro deste ano o Conselho Regional de Engenharia de Goiás notificou a Agência Municipal de Eventos Turismo e Lazer (Agetul), que administra os parques de Goiânia, sobre a inexistência de engenheiro responsável pela manutenção dos equipamentos eletromecânicos. 

 

Mais conteúdo sobre:
Corpo de Bombeiros

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.