Caça da FAB se choca contra torre de transmissão em SC e piloto morre

Acidente ocorreu na divisa do Estado com o Rio Grande do Sul, na Usina Hidrelétrica de Machadinho; uma linha foi desligada, mas abastecimento não foi afetado

Agência Brasil

07 Dezembro 2012 | 11h40

Brasília - O caça da Força Aérea Brasileira (FAB) que caiu por volta das 9h40 de quinta-feira, 6, na divisa de Santa Catarina com o Rio Grande do Sul, chocou-se contra a rede de alta tensão da Usina Hidrelétrica de Machadinho.

Segundo a assessoria da Companhia Transmissora de Energia Elétrica (Lumitrans) - uma das empresas que integram o consórcio responsável pela usina, o caça AMX pilotado pelo capitão André Ricardo Halmenschlager atingiu uma das torres da linha de transmissão que interliga o empreendimento à Subestação de Campos Novos (SC). As torres têm, em média, 40 metros de altura, mas a distância do solo aos cabos da rede pode variar em função das características do terreno.

O engenheiro Elinton André Chiaradia informou à Agência Brasil que a linha de transmissão se desligou automaticamente às 9h39. Mesmo horário em que, de acordo com a FAB, o caça caiu no lago da usina, onde foi localizado há pouco, parcialmente submerso. O piloto não sobreviveu à queda.

Ainda de acordo com Chiaradia, a linha de 500 quilowatts continua desligada, mas o fornecimento energético aos consumidores não foi interrompido, pois a distribuição foi integralmente transferida para outra linha de transmissão. Técnicos da usina já estão no local, avaliando o estrago.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.