Nilson Bastian/Câmara dos Deputados
Nilson Bastian/Câmara dos Deputados

Câmara aprova projeto que prioriza exame de mulher vítima de violência

Autor da proposta, o deputado Laudívio Carvalho lembra que a prova pericial é importante para comprovar a agressão

Daiene Cardoso, O Estado de S. Paulo

14 Março 2017 | 20h26

BRASÍLIA - O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na noite desta terça-feira, 14, de forma simbólica, um projeto de lei que dá prioridade no Instituto Médico Legal (IML) às mulheres vítimas de violência doméstica para a realização de exames periciais. O projeto, que altera a Lei Maria da Penha, segue agora para o Senado.

O projeto foi reapresentado pelo deputado Laudívio Carvalho (SD-MG) no ano passado. Na justificativa da proposta, Carvalho lembra que a prova pericial é importante após o crime porque ela comprova a agressão e dá elementos para a punição do acusado. 

"A demora na realização da perícia pode até mesmo inviabilizar a condenação de um culpado", afirma o deputado. 

Mais conteúdo sobre:
BRASÍLIA Câmara dos Deputados Iml

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.