Central de favelas quer passeio por Cidade de Deus

Às vésperas da chegada do presidente Barack Obama ao Brasil, as restrições impostas pela segurança já feriu suscetibilidades. Ontem, no seu twitter, o empresário Celso Athayde, fundador da Central Única das Favelas (Cufa), na Cidade de Deus, desabafou: "Nego quer ir lá tirar uma foto com uma criança melequenta e meter o pé. Se for isso eu vou pular fora". A previsão é de que Obama visite a sede da Cufa e assista à apresentação dos meninos atendidos pela ONG.

, O Estado de S.Paulo

18 Março 2011 | 00h00

Nas mensagens seguintes, Athayde lamenta que os organizadores queiram restringir os passos de Obama na favela. Mas até o final da noite de ontem, ele ainda tinha alguma esperança de convencer a comitiva de que Obama poderá circular pela Cidade de Deus. "Meu trabalho será hoje de demovê-los dessas ideias casabrancais. Se eu conseguir tá lindo, se não, que tenham uma boa passagem. Fui".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.