Chega a 63 os presos em operação contra desvio de cargas

Operação da PF em três Estados deve cumprir 121 mandados de prisão; estima-se que só em 2010 as quadrilhas tenham desviado cerca de 2 mil toneladas de produtos

Priscila Trindade, estadão.com.br

06 Outubro 2010 | 12h19

SÃO PAULO - Já chega a 63 o número de presos na Operação Colônia, da Polícia Federal, que busca suspeitos de envolvimento com quadrilhas especializadas no desvio de cargas no Porto de Paranaguá. Cerca de 300 policiais federais e militares participam da operação, que deve cumprir 121 mandados de prisão preventiva e 98 de busca e apreensão nos Estados do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Ao menos 14 veículos, carros de passeio e caminhões, foram apreendidos. Até o final desta manhã, uma prisão ocorreu em São Paulo e as demais, no Paraná.

A Polícia Federal estima que somente neste ano as quadrilhas desviaram cerca de duas mil toneladas de cargas diferentes, como grãos, fertilizantes e óleo de soja. As investigações começaram há um ano e meio, depois de denúncias de empresas que sofreram prejuízos com a atuação dos criminosos. A ação também tem o apoio do Ministério Público Estadual do Paraná. Os mandados foram expedidos pela 1ª Vara Criminal de Paranaguá.

Segundo a investigação, o esquema é integrado por caminhoneiros, funcionários de terminais portuários e donos de empresas de fachada. Há também mandados de prisão contra três policiais civis, um fiscal da Receita Federal e um advogado.

 

Atualizado às 15h20 para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.