1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Chuva que castiga Natal faz prefeitura cogitar decretar emergência

Felipe Corazza - O Estado de S. Paulo

15 Junho 2014 | 10h 11

Com festas da Copa canceladas e fracasso no comércio, cidade sofre com alagamentos e tensão com riscos de deslizamentos

NATAL - A chuva que castiga a cidade de Natal desde a quinta-feira, 12, provoca estragos e a prefeitura estuda decretar estado de emergência. Nas últimas 48 horas, choveu o volume previsto para todo o mês e a população, que esperava uma temporada forte para o turismo com a Copa do Mundo, agora está preocupada com deslizamentos de terra, buracos e alagamentos.

A Defesa Civil já retirou famílias de pelo menos 50 casas e 2 edifícios no bairro de Areia Preta, uma das áreas mais atingidas. No bairro de Ponta Negra, um dos principais para o turismo, algumas ruas já estão alagadas. A Fifa cancelou os eventos da Fan Fest, na Praia do Forte, na sexta-feira.

A situação para a indústria do turismo também está muito prejudicada. Lojas que vendem pacotes de passeios locais e pontos de locação dos famosos bugues para passeio nas dunas estão vazias, algumas de portas já fechadas por falta de demanda. A previsão do tempo não é animadora. Deve chover na cidade e na região metropolitana até o dia 23, um dia antes do último jogo da Copa em Natal, entre Itália e Uruguai.

Felipe Corazza/Estadão
Terra de barranco invadiu estacionamento de hotel na principal avenida de hospedagem da orla de Natal