1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Chuva que castiga Natal faz prefeitura cogitar decretar emergência

Com festas da Copa canceladas e fracasso no comércio, cidade sofre com alagamentos e tensão com riscos de deslizamentos

NATAL - A chuva que castiga a cidade de Natal desde a quinta-feira, 12, provoca estragos e a prefeitura estuda decretar estado de emergência. Nas últimas 48 horas, choveu o volume previsto para todo o mês e a população, que esperava uma temporada forte para o turismo com a Copa do Mundo, agora está preocupada com deslizamentos de terra, buracos e alagamentos.

A Defesa Civil já retirou famílias de pelo menos 50 casas e 2 edifícios no bairro de Areia Preta, uma das áreas mais atingidas. No bairro de Ponta Negra, um dos principais para o turismo, algumas ruas já estão alagadas. A Fifa cancelou os eventos da Fan Fest, na Praia do Forte, na sexta-feira.

A situação para a indústria do turismo também está muito prejudicada. Lojas que vendem pacotes de passeios locais e pontos de locação dos famosos bugues para passeio nas dunas estão vazias, algumas de portas já fechadas por falta de demanda. A previsão do tempo não é animadora. Deve chover na cidade e na região metropolitana até o dia 23, um dia antes do último jogo da Copa em Natal, entre Itália e Uruguai.

Terra de barranco invadiu estacionamento de hotel na principal avenida de hospedagem da orla de Natal
Terra de barranco invadiu estacionamento de hotel na principal avenida de hospedagem da orla de Natal