1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Chuvas no Paraná atingem mais de meio milhão de pessoas

Julio Cesar Lima/Especial para o Estado - O Estado de S. Paulo

12 Junho 2014 | 10h 55

Defesa Civil diz que 564.974 pessoas foram atingidas pelas chuvas em 148 municípios de todas as regiões do Estado; número de mortes subiu para 13

CURITIBA - As chuvas que caíram no Paraná atingiram mais de meio milhão de pessoas, segundo dados divulgados na manhã desta quinta-feira (12). No mais recente boletim, a Defesa Civil aponta 564.974 pessoas atingidas pelas chuvas em 148 municípios de todas as regiões. Com a descoberta de um corpo que estava desaparecido em Guarapuava também subiu para 13 o número de mortes provocadas pelas enchentes. 

A expectativa é de que os prejuízos ultrapassem R$ 1 bilhão, mas os dados deverão ser oficializados até o final de semana. Até agora o governo federal anunciou ajuda de R$ 346,86 mil, bem menos do que o governo estadual pretende receber nas próximas semanas.

Divulgação
Desde o início das chuvas foram registradas 13 mortes no Estado

Na região de Palotina uma pessoa foi resgatada na tarde de terça-feira (10) após ficar dois dias no topo de uma árvore na margem do Rio Piquiri, onde pescava. Ao perceber que a água do rio subia, o agricultor Josias da Graça contou que improvisou uma escada e ficou no topo da árvore até ser localizado por um morador da região, que  lembrou que ele sempre visitava a ilha para pescar. 

Em União da Vitória, o prefeito Pedro Ivo Ilkov, decretou estado de calamidade pública e disse ter 12 mil pessoas atingidas e com essa medida será possível prestar ajudar maior e com mais agilidade.

Já a Defesa Civil informou o estado do Paraná continua sob alerta. Segundo o capitão Eduardo Gomes Pinheiro, a situação é preocupante. "O desastre ainda está ocorrendo. Temos pessoas sendo removidas em União da Vitória, podemos ter chuva novamente no fim de semana e as planilhas [boletins] mudam a todo o tempo", disse. 

Mortes - Desde o início das chuvas foram registradas 13 mortes: duas pessoas morreram em Medianeira e três em Guarapuava, uma em Laranjeiras do Sul; uma em Campina do Simão, uma em Guaraniaçu, uma em Sulina, uma em Altamira do Paraná, uma em União da Vitória e outra em Quedas do Iguaçu. No sábado passado (7), um aposentado que morava na Cidade Industrial, em Curitiba, também morreu vítima da enchente que invadiu sua casa.

  • Tags: