Chuvas prejudicam mais de 110 mil pessoas no Rio Grande do Sul

Segundo Defesa Civil, 17 cidades estão em situação de emergência

Priscila Trindade, estadão.com.br

25 Julho 2011 | 10h33

SÃO PAULO - Pelo menos 110,3 mil pessoas foram atingidas pelas enchentes e inundações no Rio Grande do Sul, desde o dia 15 de julho, informa o boletim divulgado pela Defesa Civil nesta segunda-feira, 25.

 

Até esta segunda-feira, 17 cidades decretaram situação de emergência no Estado. Mais de 19 mil pessoas tiveram de deixar suas casas - sendo 12.990 mil desalojados e 6.373 desabrigados. Além disso, 3.751 edificações foram atingidas pelo mau tempo.

 

Entre as cidades mais prejudicadas estão Igrejinha, Três Coroas, Parobé, São Sebastião do Caí, Roca Sales, Muçum, Estrela e Lajeado. Os municípios que decretaram situação de emergência são: Novo Tiradentes, Lajeado, Encantado, Arvorezinha, Bom Princípio, Santa Teresa, Estrela, Sarandi, Cruzeiro do Sul, Venâncio Aires, Montenegro, Arroio do Meio, Charrua, São Sebastião do Caí, São Jerônimo, Bom Retiro do Sul e Pareci Novo.

 

Rodovias. As estradas do Rio Grande do Sul também registraram problemas em razão do mau tempo. De acordo com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer), o trânsito ficou proibido nas regiões do Vale do Caí, Rio da Várzea, Produção e Serra por causa de água sobre a pista. As rodovias ficaram em meia pista, mas já foram liberadas.

 

A rodovia ERS-129, entre Estrela e Colinas, no Vale do Taquari, permanecia interditada hoje cedo. A pista ficou comprometida devido a infiltração de água no asfalto. O desvio é feito por vias municipais.

 

Morte. O corpo de um agricultor de 41 anos foi encontrado na manhã da última quinta-feira, em uma propriedade rural na localidade de Costa do Turvo, em Santo Augusto. Ele havia desaparecido no dia anterior ao tentar atravessar um riacho que está acima do nível.

 

A vítima foi arrastada pela correnteza, segundo relato de testemunhas. A informação foi divulgada pela Defesa Civil municipal. O órgão estadual ainda não confirmou se a morte foi causada pela chuva.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.