Ciclista de 31 anos morre atropelado por ônibus em Ipanema

Dentista e triatleta, Pedro Nikolay não recebeu atendimento de motorista, que alega não ter visto acidente

Fábio Grellet, O Estado de S. Paulo

30 Abril 2013 | 19h28

RIO - O dentista e triatleta Pedro Nikolay, de 31 anos, que treinava ciclismo para uma competição na Espanha, morreu horas após ser atropelado por um ônibus, às 5h50 desta terça-feira, em Ipanema (zona sul do Rio). O motorista continuou o trajeto, sem prestar socorro. Depois, à Polícia Civil, disse não ter notado que havia atropelado uma pessoa.

Pedro estava com um grupo de ciclistas quando foi atingido por um coletivo que fazia a linha 433 (Vila Isabel - Leblon). O ônibus havia partido do Leblon, bairro vizinho a Ipanema, e seguia rumo à zona norte trafegando pela avenida Vieira Souto. Nessa avenida, das 5h às 6h30, em dias úteis, a faixa da esquerda é preferencial para treinamento de ciclistas, mas não existe divisória, apenas placas de aviso. Quando virou à esquerda para entrar na avenida Henrique Dumont, o ônibus atingiu o ciclista, que seguia no sentido contrário.

Ele treinava havia 31 minutos e já tinha percorrido 17,9 quilômetros. Ao ser atingido, Pedro estava a 37,9 km/h. Colegas do ciclista afirmam que o ônibus fez a conversão quando o sinal estava fechado para o veículo, o que o motorista negou, mais tarde. O coletivo seguiu seu trajeto e Pedro foi socorrido por colegas. Bombeiros levaram o ciclista até o Hospital Municipal Miguel Couto, no Leblon. Às 10h10 Pedro foi declarado morto devido a politraumatismos.

O motorista, identificado como Onofre Marques dos Santos, foi conduzido à tarde à 14ª DP, onde afirmou não ter notado o acidente e negou que tenha passado por semáforo vermelho. Segundo a polícia, ele será indiciado por homicídio culposo (sem intenção de matar), que pode ser agravado por omissão de socorro. A polícia ainda procura testemunhas ou imagens de câmeras de segurança que tenham registrado o acidente.

Solteiro e sem filhos, Pedro morava com a família em Copacabana (zona sul), onde mantinha um consultório, e treinava regularmente para a competição Iron Man que vai ocorrer em Mallorca, na Espanha, no dia 11. Segundo a Prefeitura do Rio, desde junho de 2011, quando começou a circular, o ônibus que causou o acidente recebeu 19 multas, que renderam 80 pontos.

No dia 1º de abril, a produtora de TV Gisela Matta, de 36 anos, morreu atropelada por um ônibus enquanto trafegava de bicicleta pelo Leblon. No dia seguinte, um ônibus que fazia a linha 328 (Bananal - Castelo) caiu de um viaduto da avenida Brasil, na zona norte, e matou oito pessoas.

Mais conteúdo sobre:
Atropelamento ciclista Ipanema

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.