Ciclone extratropical pode atingir o Sul do País nesta quinta

Ventos passaram dos 100 km/h e há risco de mais temporais para esta tarde

Julia Baptista, do estadão.com.br,

07 Outubro 2010 | 09h36

SÃO PAULO - Uma nova frente fria que veio da Argentina e entrou sobre o Sul do Brasil desde a noite desta quarta-feira, 6, trouxe nuvens carregadas, provocando ventania e muita chuva, principalmente na parte oeste dos Estados da região. Há chance de ocorrência de um ciclone extratropical nesta quinta-feira, 7, segundo o Climatempo.

 

Até 8 horas da manhã, os ventos mais fortes medidos pelas estações meteorológicas do Instituto Nacional de Meteorologia foram de 126 km/h em Novo Horizonte, na divisa de Santa Catarina com o sul do Paraná, 96 km/h em São Borja, no oeste do Rio Grande do Sul e de 93 km/h em Foz do Iguaçu, no sudoeste do Paraná.

 

Em Planalto, também no sudoeste do Paraná, uma rajada de vento chegou aos 89 km/h. Em Cascavel, na mesma região paranaense, o aeroporto local registrou sucessivas rajadas entre 74 e 81 km/h durante a madrugada, quando nuvens pesadas passaram sobre a cidade e provocaram também chuvas fortes. Em Maringá, no norte do Paraná, durante toda a madrugada e no começo da manhã, o aeroporto local registrou muitas rajadas entre 46 e 68 km/h. Mas, às 8 horas, uma delas alcançou 127 km/h, quando chovia muito por lá.

 

No decorrer desta quinta-feira ainda vai chover por todo o Sul do Brasil, mas a chuva e os ventos vão diminuindo sobre o Rio Grande do Sul. Em Santa Catarina e no Paraná, ainda há risco de temporais durante a tarde, mas a chuva também tende a diminuir à noite.

 

Mas o Sul do Brasil ainda terá ventos fortes nas próximas 48 horas, por conta do novo ciclone extratropical que está em formação. A ventania amanhã e durante o fim de semana deve se concentrar nas áreas próximas ao mar. As capitais do Sul, todo o litoral e também as regiões serranas do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina estarão sujeitos a ventos fortes, que podem superar os 80 km/h. O mar começa a ficar a agitado nesta sexta-feira e as ondas aumentam. Há risco de ressaca nas praias do Sul do Brasil no fim de semana e a temperatura fica baixa em toda a Região.

Mais conteúdo sobre:
região sul ciclone extratropical

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.