1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Circulação de ônibus é restabelecida aos poucos em Pernambuco

Angela Lacerda - O Estado de S. Paulo

25 Agosto 2014 | 13h 30

Rodoviários entraram com recurso no TST para derrubar suspensão de aumento de 10%; reajuste havia sido determinado pelo TRT

RECIFE - Ainda sem o retorno completo de todas as linhas de ônibus que servem o Grande Recife, no início da tarde desta segunda-feira, 25, depois de uma paralisação anunciada que seria das 4h às 8h, o secretário-geral do Sindicato dos Rodoviários, Josival Costa, afirmou não haver previsão de novas paralisações nesta semana. Mas não deu garantias de que isso não venha a acontecer. "É o que defendemos, podendo haver alteração se necessário", disse ele, sem especificar que razões levariam a categoria a retomá-las.

Segundo ele, o sindicato entrou com recurso nesta segunda-feira contra a decisão liminar do Tribunal Superior do Trabalho (TST) que suspendeu aumento salarial de 10% e reajuste de 75% no vale-refeição. O reajuste havia sido determinado pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT/PE), em julgamento de dissídio coletivo, no último dia 30, depois de três dias de greve da categoria. A classe patronal oferecia 6% de reajuste linear - salários e benefícios.

Recurso do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Pernambuco  (Urbana/PE) ao TST teve êxito, com a suspensão da determinação do TRT de forma provisória, acatando pedido de liminar. A decisão - que corrobora os 6% propostos pelos empregadores - fica valendo até o julgamento do caso pela Seção de Dissídios Coletivos do TST, que ainda não tem data definida.

Os 2 milhões de usuários do transporte público na Região Metropolitana voltaram a enfrentar transtornos e dificuldades para se locomoverem nesta segunda-feira. Mesmo com o compromisso dos motoristas e cobradores de retorno às ruas às 8h, a situação começou a se normalizar a partir das 9h e sem a frota completa nem a cobertura de todas as linhas.

Na tarde desta segunda-feira, os trabalhadores fazem uma caminhada pelas ruas centrais do Recife. De acordo com o secretário-geral do sindicato da categoria, sem prejuízo para quem depende do transporte público. "O protesto será com os motoristas e cobradores que largaram do serviço, os ônibus vão circular", assegurou ele.