Collor não vê problema em nomeação em estatal

Apontado como padrinho da indicação de José Zanis para o cargo de diretor de Operações e Logística da BR Distribuidora, o senador Fernando Collor (PTB-AL) preferiu silenciar. O caso foi citado pelo candidato à Presidência José Serra (PSDB) na segunda-feira, durante debate da TV Record com a petista Dilma Rousseff. Para criticar o "aparelhamento" da estatal no governo Lula, o tucano disse que Collor tinha afilhados na empresa.

, O Estado de S.Paulo

28 Outubro 2010 | 00h00

A assessoria do senador informou que, para Collor, não há nada de ilegal ou comprometedor na indicação, pois Zanis é funcionário da Petrobrás.

Segundo publicou ontem o jornal O Globo, Zanis está na Petrobrás desde 1983 e foi nomeado para o cargo em setembro de 2009. A indicação chegou ao então ministro de Minas e Energia, senador Edison Lobão (PMDB-MA), pelo líder do PTB no Senado, Gim Argello (DF). Ambos defenderam a nomeação de Zanis.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.