Com policiais em greve, MA recebe homens da Força Nacional

Estado tem duas rebeliões em três dias e governador Jackson Lago pede ajuda ao Ministério da Justiça

Solange Spigliatti, do estadao.com.br,

05 Outubro 2007 | 09h42

O Maranhão deve receber pelo menos 40 policiais da Força Nacional de Segurança Pública devido à greve de policias civis no Estado. Segundo o Ministério da Justiça, os policiais devem chegar nesta sexta-feira, 5.   A iniciativa, de caráter emergencial, atende ao pedido do governo do Estado, devido à greve das polícias Civil e Penitenciária. A solicitação foi encaminhada ao ministro Tarso Genro na noite de quinta-feira, 4, pelo governador Jackson Lago, com o objetivo de reforçar a segurança dos presídios e delegacias maranhenses.   Nos últimos dias, o Estado teve duas rebeliões. Na quinta-feira, um motim em uma delegacia de São Luís fez um policial civil refém. Ele conseguiu fugir por um buraco cavado em uma das celas. Os presos exigiam o retorno das visitas de parentes, que foram suspensas devido à greve.   Na terça-feira, 2, detentos da Casa de Custódia, que funciona dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, também se amotinaram em protesto ao fim das visitas interrompidas por questões de segurança, já que apenas 30% dos agentes penitenciários estão trabalhando.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.