1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Comandante de presídio é exonerado após inspeção encontrar regalias

Marcelo Gomes - O Estado de S. Paulo

14 Março 2014 | 17h 39

Ministério Público encontrou latas de cerveja, computadores e aparelhos de ar-condicionado em penitenciária da PM no Rio

RIO - O comandante-geral da Polícia Militar do Rio, coronel Luís Castro, exonerou o tenente-coronel Ari Jorge Alves dos Santos do comando do Batalhão Especial Prisional (BEP) da corporação, em Benfica, na zona norte do Rio de Janeiro.

Apesar de a mudança não ter sido confirmada pela assessoria de imprensa da PM, a medida foi publicada no Boletim Interno da corporação dessa quinta-feira, 13, ao qual o Estado teve acesso. A troca ocorreu dez dias depois de uma inspeção do Ministério Público encontrar latas de cerveja, computadores e aparelhos de ar-condicionado na penitenciária. A vistoria ocorreu na segunda-feira de Carnaval, após o MP receber uma denúncia anônima sobre as regalias no BEP.

Santos foi transferido para a Diretoria-Geral de Pessoal (DGP), conhecida como a "geladeira" da PM. Para o comando do BEP foi designado o tenente-coronel João Jacques Busnello. Considerado de perfil "linha dura", ele até então era subcomandante do Batalhão de Operações Especiais (Bope), a tropa de elite da PM fluminense.

Nos últimos cinco anos, Busnello é o oitavo oficial a assumir a direção do presídio da PM - constantemente envolvido em escândalos de irregularidades.