1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Combate à desigualdade

CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA-ESCOLA

20 Março 2014 | 02h 50

Ações de assistência social gratuitas ajudam a população carente a conquistar

O CIEE também desempenha um papel importante para a inclusão social no País. Nas últimas duas décadas ampliou significativamente, com recursos próprios, suas ações de assistência social, com o objetivo de contribuir para a redução das fortes desigualdades da sociedade e, principalmente, abrir novas perspectivas de futuro para a juventude, calcada na capacitação para o trabalho, na valorização dos estudos, no resgate da autoestima - em resumo, na criação de condições para que os jovens assumam o protagonismo de sua própria história. "A cada etapa vencida, sentimos o orgulho da missão cumprida, com a sensação de que avançamos mais alguns passos em direção a um país mais justo. E é essa mesma satisfação que nos leva a encarar, sempre com bom ânimo, os novos desafios, que sempre surgem num país de seculares desigualdades", diz Luiz Gonzaga Bertelli, presidente-executivo do CIEE.

Educação a Distância. Uma das ações sociais é o Programa CIEE de Educação a Distância, que supre a deficiência de capacitação dos jovens que vivem em localidades distantes ou têm problema de tempo. Em constante processo de ampliação, oferece 37 cursos gratuitos, com temas diversos, como atualização gramatical, postura em processos seletivos, matemática básica e cidadania/meio ambiente. Desde que foi criado, em 2005, registra 2,3 milhões de matrículas nos cursos. Atualmente, soma um milhão de jovens inscritos. "O programa tem como grande benefício propiciar maior qualificação e preparo para o mercado de trabalho, em qualquer horário e local, bastando um computador com acesso à internet", diz Eduardo Oliveira, superintendente educacional do CIEE. Os jovens contam ainda com uma equipe de tutores especializada, apostila para download e certificado de participação.

Orientação e informação profissional. Com o objetivo de facilitar a escolha da profissão, a partir da conscientização dos fatores que interferem na tomada de decisão, o programa oferece palestras, dinâmicas, oficinas e informações sobre o mercado de trabalho. "Esclarecemos dúvidas e orientamos os jovens sobre a escolha da carreira", diz Oliveira. Criado em 1976, já beneficiou 1,2 milhão de jovens. No ano passado, o programa atendeu gratuitamente a 17.276 pessoas.

Cursos de informática. Desde 1998, o CIEE oferece, em parceria com empresas renomadas, aulas de informática, essenciais para conquista de vagas de estágio e emprego. Além disso, inclui cursos que preparam para atuação no mercado de trabalho de tecnologia da informação. Até hoje, o curso capacitou 120 mil jovens. Só no ano passado, foram 16.513.

A estudante de Ciências Contábeis Alice Calisti de Souza, de 22 anos, é uma das frequentadoras do curso. "Estou aprendendo a mexer no Access, que vai me ajudar a montar bancos de dados", conta. Para ela, a oportunidade de frequentar um curso de informática de graça é importante. "Vou complementar meu currículo, ter mais conhecimento e assim, quem sabe, conseguir um estágio na área que quero, que é auditoria e controladoria", diz.

Outro aluno é o estudante de Engenharia Civil Giovani Donadon Rodrigues. "Muitas empresas exigem que a gente tenha conhecimento do pacote Office, por isso resolvi fazer este curso", afirma. Ele acha interessante ter acesso a estes conhecimentos. "Vou me formar melhor e acredito, assim, ter uma melhor oportunidade de trabalho."

Desenvolvimento estudantil e profissional. Lançado em 1996, o programa já beneficiou 1,1 milhão de jovens. Oferece cursos e oficinas gratuitos, com conteúdos elaborados para reforçar as habilidades valorizadas nos processos seletivos e no ambiente profissional, com aulas presenciais. Os temas das oficinas de capacitação são variados, como trabalho em equipe, atitude empreendedora e inteligência prática na resolução de problemas, entre outros.

Cursinho pré-vestibular. Para oferecer condições de igualdade a estudantes carentes da zona leste paulistana, o CIEE mantém um cursinho pré-vestibular, em parceria com a subprefeitura de Ermelino Matarazzo, entidades sociais dessa região periférica e o CPV Vestibulares. Padre Ticão, da Paróquia São Francisco de Assis e líder da comunidade na zona leste, acredita que o programa é uma oportunidade importante para os jovens da região. "Estamos oferecendo uma alternativa. Através da educação, podemos promover mudanças no futuro desses jovens. O CIEE é um grande parceiro, traz uma experiência enriquecedora", avalia.

A iniciativa, que começou em 2012, já beneficiou mil jovens. Neste ano, foi ampliado para receber 750 jovens da zona leste e 250 jovens da zona sul, em Santo Amaro. De segunda a quinta-feira, são ministradas matérias do currículo normal, exigido pelos vestibulares. Às sextas-feiras, os alunos têm uma programação especial, com atividades voltadas à empregabilidade, orientação profissional e cidadania.

Uma das alunas que tiveram sucesso no vestibular foi Aryane Rosa da Costa. No ano passado, frequentou aulas ministradas em uma igreja de Itaquera. O esforço rendeu bons frutos: passou em Ecologia na Universidade Federal da Paraíba (UFP) e em Ciências Biológicas na Universidade Estadual Paulista (Unesp). "O cursinho me ajudou muito, foi uma experiência única. Tive ótimos professores e fiz bons amigos", diz.

Ela também elogiou o material didático. "Mas tem de ir além das aulas. É preciso dedicação e paciência para estudar e assim se preparar para o vestibular", ela dá a dica. A jovem já é técnica em gestão ambiental e tinha muita vontade fazer uma faculdade na mesma área. Ela trabalha como analista ambiental no Instituto Doe Seu Lixo, mas terá de abandonar o posto para cursar a faculdade, fora da capital. "Realizei o sonho de passar em universidade pública, agora tenho de decidir em qual vou estudar." Enquanto isso, tem uma certeza: quer seguir na área de ecologia de estradas. "Quero fazer mestrado e atuar na parte de projetos em impactos ambientais. Eu quero salvar o mundo." /CONTEÚDO DE RESPONSABILIDADE DO CENTRO DE INTEGRAÇÃO EMPRESA-ESCOLA

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo