Conflito entre manifestantes e polícia deixa 12 feridos no RS

Um conflito entre manifestantes que queriam bloquear uma rodovia e a polícia militar do Rio Grande do Sul deixou 12 feridos com cortes e hematomas neste domingo, em Viamão, na região metropolitana de Porto Alegre. O confronto ocorreu no final da tarde, quando os soldados interromperam o deslocamento de um grupo de cerca de 200 moradores da localidade de Águas Claras que se dirigia à praça de pedágio da RS-040 com a intenção de interromper o tráfego. Os policiais usaram bombas de gás lacrimogêneo e balas de borracha para dispersar os manifestantes, que revidaram com pedradas. O comandante da operação, tenente-coronel Heitor Sá de Carvalho, disse que estava orientado a garantir o direito de ir e vir dos motoristas a qualquer custo. Os moradores de Águas Claras exigem isenção do pagamento de pedágio porque alegam que usam um trecho pequeno da rodovia, de cerca de dez quilômetros, para ir ao centro de Viamão. A manifestação, que seria feita no horário em que os veranistas voltavam na praia, poderia ter provocado grandes engarrafamentos na região.

Agencia Estado,

19 Fevereiro 2006 | 21h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.