Conflito na Líbia altera agenda turística no Rio

A intervenção militar dos EUA e outros quatro países na Líbia provocou a mudança nos horário da visita do presidente Barack Obama ao Cristo Redentor - das 9h25 para as 21h -, segundo uma autoridade da Casa Branca. Ainda no hotel, Obama manteve uma conferência telefônica com os secretários de Estado, Hillary Clinton, e de Defesa, Robert Gates, o comandante das operações na África, general Carter Ham, e o conselheiro adjunto de Segurança Nacional, Denis McDonough. A seu lado estava Tom Donilon, titular do Conselho de Segurança Nacional da Casa Branca, órgão que divide com a Secretaria de Estado a formulação e execução da política externa americana.

Denise Chrispim Marin, O Estado de S.Paulo

21 Março 2011 | 00h00

A visita ao Cristo seria o ponto alto da agenda turística de Obama, que acabou limitada pelos principais desafios internacionais dos EUA no momento - o ataque ao regime de Muamar Kadafi na Líbia e a crise nuclear do Japão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.