José Cruz/Agência Brasil
José Cruz/Agência Brasil

Contra falsificações, carteiras de habilitação passam a ter QR Code

A informação extra é considerada essencial para tentar inibir a principal forma de fraude, já que a maior parte das adulterações é feita apenas com mudança da foto

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

09 Maio 2017 | 16h36

BRASÍLIA - A tecnologia usada para a carteira de motorista mudou. Desde o dia 1º, novas carteiras trazem um QR Code para aumentar a segurança e tentar reduzir o número de falsificações. O sistema traz, além da foto do titular do documento, seus dados biométricos.

A informação extra é considerada essencial para tentar inibir a principal forma de fraude. De acordo com Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), a maior parte das adulterações é feita apenas com a mudança da foto e manutenção dos demais dados do condutor.

Com o novo sistema, dados de motoristas podem ser acessados pela leitura do código. O diretor do Denatran, Elmer Vicenzi, explicou que motoristas não precisam trocar agora a Carteira Nacional de Habilitação. A substituição será feita no momento em que o motorista tiver de renovar o documento. “Em cinco anos, todas as carteiras estarão com a nova tecnologia.” Vicenzi afirmou que a nova tecnologia não deve provocar aumento das taxas, fixadas pelos governos estaduais

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.