Reprodução/GoFundMe
Reprodução/GoFundMe

Corpo de mineiro morto na fronteira do México com os Estados Unidos será trazido ao Brasil

Recursos doados em campanha da internet garantiu os R$ 45 mil necessários para realização do translado; Santos tentava encontrar a família

Leonardo Augusto, Especial para O Estado

08 Maio 2017 | 18h30

BELO HORIZONTE - O corpo do mineiro Fabrício da Silva Santos, de 31 anos, encontrado próximo da fronteira do México com os Estados Unidos, será transladado para o Brasil com recursos doados em campanha na internet. Fabrício teria morrido afogado ao tentar atravessar o Rio Bravo. O corpo foi encontrado na sexta-feira, 5. Sua mulher e o filho, de um ano, já estariam vivendo nos Estados Unidos. A viagem seria para encontrar a família.

Segundo o site em que os recursos foram levantados, o montante necessário para o translado foi no domingo, 7. Nesta segunda-feira, 8, o total às 16h30 era de US$ 14.165, ou cerca de R$ 45 mil. A campanha foi iniciada no sábado, 6. Em texto no site, os organizadores do pedido de recursos agradeceram as doações. "Irmãos chegamos a atingir graças a misericórdia de Deus e a generosidade do coração de cada um de vcs a meta para o translado do corpo!".

"Amanhã, segunda feira (hoje) o consulado brasileiro no México está entrando em contato para finalizar o contrato entre nossa família e a funerária para enfim dar o descanso merecido ao nosso guerreiro Fabrício"!, segue o texto, postado por Josiane Coss, moradora de Brockton, Massachusetts, nos Estados Unidos.

Segundo informações do Ministério das Relações Exteriores, as despesas para translado do corpo nesses casos são de responsabilidade da família. O governo brasileiro, no entanto, ajuda no que se refere a contatos para liberação de documentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.