Crea monitora escolha de empresa que fiscalizará os bueiros do Rio

Contratação da empresa caberá à prefeitura; órgão auxilia na escolha

Tiago Rogero, estadão.com.br

12 Julho 2011 | 09h37

RIO - A escolha da empresa que fiscalizará os bueiros do Rio será acompanhada pelo Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia (Crea-RJ). A entidade vai indicar companhias aptas à avaliação das caixas subterrâneas. A contratação da empresa caberá à prefeitura.

 

Na segunda-feira, representantes do governo do Estado, prefeitura, Ministério Público Estadual e Crea-RJ se reuniram e elaboraram um acordo de cooperação técnica. Segundo a secretaria municipal de Conservação, a empresa escolhida será contratada sem a necessidade de licitação, em caráter emergencial, pelo prazo de seis meses, prorrogáveis por mais seis.

 

A empresa deve começar a fiscalizar os bueiros em 10 dias. Antes disso, o Crea-RJ vai elaborar um termo de referência com todas as obrigações da companhia contratada. Esta semana, técnicos do Crea-RJ devem realizar nova vistoria em bueiros da zona sul do Rio, para verificar se há riscos de explosão.

 

Na sexta-feira, foram vistoriadas 21 caixas subterrâneas, no Centro do Rio. Segundo o Crea-RJ, em sete delas foi constatado risco de 100% de ocorrer uma explosão, caso alguma centelha fosse acesa no bueiro.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.