1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Curitiba fica em estado de alerta por causa das fortes chuvas

Julio Cesar Lima, Especial para O Estado - O Estado de S. Paulo

08 Junho 2014 | 17h 30

No Paraná, nove mortes e um desaparecimento foram registrados

Agência Estado
Chuva. O prefeito de Guarapuava (PR),Cesar Silvestri Filho, decretou Estado de Emergência na cidade devido às fortes chuvas desde quinta-feira (05).

Atualizada às 19h50

Curitiba (PR) - O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet determinou no final de sábado, 7, um estado de alerta na Capital por causa da cheia provocada pelas fortes chuvas que caíram na madrugada de sábado e que encheram os rios Barigui e Belém. Até o momento, foram registradas nove mortes no estado e uma criança está desaparecida na região dos Campos Gerais. Na Cidade Industrial (CIC), na periferia de Curitiba, um homem idoso, não identificado, morreu afogado após a água invadir sua casa e ele não conseguir sair a tempo.

Segundo o mais recente relatório da Defesa Civil, divulgado às 18h, 48.208 pessoas foram afetadas, sendo 15.522 só em Curitiba.  Em todo o estado, 3.516 casas foram atingidas. Aproximadamente três mil atendimentos foram realizados. Os bairros mais atingidos foram o Uberaba, Cajuru, Boqueirão, Tatuquara, Santa Felicidade e 10 vilas da Cidade Industrial de Curitiba. 

No estado, o número de afetados subiu de 37,1 mil para 60 mil neste domingo, com a inclusão de mais sete municípios entre os atingidos: Campo Largo, Cascavel, Cruz Machado, Mallet, Nova Laranjeiras, Pinhão, Reserva do Iguaçu e São Matheus do Sul. No total, 472 pessoas tiveram que dormir fora de suas casas e o município de Rosário do Ivaí decretou estado de emergência.

No início da noite, o governador Beto Richa se reuniu com a coordenação da Defesa Civil. Ainda pode ser anunciada a liberação emergencial  de R$ 840 mil por parte do governo federal para auxiliar as vítimas e as operações de resgate.