1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Defesa Civil faz vistoria em prédios vizinhos a viaduto que desabou

Marcelo Portela - O Estado de S. Paulo

10 Julho 2014 | 22h 25

Moradores podem ser retirados durante a demolição da estrutura que foi preservada para realização da perícia em Belo Horizonte

BELO HORIZONTE - Técnicos da Coordenadoria Municipal de Defesa Civil (Comdec) de Belo Horizonte vão fazer nesta sexta-feira, 11, nova vistoria nos imóveis vizinhos ao Viaduto Guararapes, que desabou na semana passada. O objetivo é verificar a necessidade de retirada de moradores do local para a demolição de parte da estrutura que foi preservada para a realização de perícia da Polícia Civil.

Vistorias já realizadas no Conjunto Antares descartaram a possibilidade de os prédios ruírem. Mas, segundo o coordenador de operações da Comdec, coronel Waldir Figueiredo, serão adotadas "todas as ações que forem necessárias para garantir a segurança das pessoas", tanto das que trabalham na recuperação da pista da Avenida Pedro I destruída pelo desabamento do viaduto, ocorrido na quinta-feira, 3, quanto daquelas que moram ao lado da obra.

Marcello Casal/Agência Brasil
Viaduto que desabou passa por perícia

A maior parte da estrutura já foi demolida e retirada da pista, mas outra foi preservada por ordem da Justiça para que sejam realizadas análises por peritos da Polícia Civil para tentar confirmar a causa do desabamento que matou duas pessoas e feriu 23. A perícia vai verificar o pilar central do viaduto que teria afundado seis metros, mas é necessário que parte da estrutura seja demolida para a realização dos trabalhos.

Segundo o engenheiro Eduardo Pedersoli, da Comdec, ao contrário do que foi feito para a desobstrução da avenida, a demolição da parte restante do viaduto será feita com equipamento que usa "fio diamantado" para cortar a parte superior da estrutura, que deve ser retirada com um guincho. De acordo com o engenheiro, a técnica produz menos barulho e poeira ao "serrar os pedaços de concreto". A estratégia foi definida em reunião entre representantes da Comdec, da Polícia Civil, da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap) e da Construtora Cowan, responsável pela obra que incluía o viaduto. 

Você já leu 5 textos neste mês

Continue Lendo

Cadastre-se agora ou faça seu login

É rápido e grátis

Faça o login se você já é cadastro ou assinante

Ou faça o login com o gmail

Login com Google

Sou assinante - Acesso

Para assinar, utilize o seu login e senha de assinante

Já sou cadastrado

Para acessar, utilize o seu login e senha

Utilize os mesmos login e senha já cadastrados anteriormente no Estadão

Quero criar meu login

Acesso fácil e rápido

Se você é assinante do Jornal impresso, preencha os dados abaixo e cadastre-se para criar seu login e senha

Esqueci minha senha

Acesso fácil e rápido

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Cadastre-se já e tenha acesso total ao conteúdo do site do Estadão. Seus dados serão guardados com total segurança e sigilo

Cadastro realizado

Obrigado, você optou por aproveitar todo o nosso conteúdo

Em instantes, você receberá uma mensagem no e-mail. Clique no link fornecido e crie sua senha

Importante!

Caso você não receba o e-mail, verifique se o filtro anti-spam do seu e-mail esta ativado

Quero me cadastrar

Acesso fácil e rápido

Estamos atualizando nosso cadastro, por favor confirme os dados abaixo