Deputados ''fichas-sujas'' tomam posse

Três deputados eleitos em 2010 que tinham sido barrados pela Lei da Ficha Limpa tomaram posse na Câmara na tarde de ontem. João Pizzolatti (PP-SC), Janete Capiberibe (PSB-AP) e Magda Moffato (PTB-GO) tiveram sua posse acelerada depois que a Câmara decidiu acabar com um processo interno antes de cumprir as decisões judiciais sobre o caso.

Eduardo Bresciani / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

14 Julho 2011 | 00h00

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que a Lei da Ficha Limpa não tem validade para as eleições de 2010. Com isso, os votos de quem foi barrado pela lei estão sendo validados e alguns têm ganho o direito a tomar posse. Até agora, antes de cumprir as decisões judiciais, a Câmara abria um processo interno dando "direito" ao deputado que vai sair de apresentar uma espécie de defesa. Um ato aprovado ontem determina que a troca passará a ser automática assim que chegar um comunicado da Justiça.

Além dos três deputados fichas-sujas, outro parlamentar foi beneficiado e assumiu ontem. Nilson Leitão (PSDB-MT) não foi enquadrado na lei, mas se beneficiou porque os votos de Willian Dias (PTB-MT) foram validados e levaram a uma alteração no coeficiente eleitoral do Estado. Com isso, o tucano Nilson Leitão fica com a vaga de Ságuas Moraes (PT-MT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.