Deputados pedem aos EUA cassação de licenças de pilotos do Legacy

Joseph Lepore e Jan Paladino, que dirigiam aeronave que se chocou com voo 1907 da Gol, em setembro de 2006, seguem trabalhando normalmente no país; resposta deve sair em uma semana

Patrícia Campos Mello, de O Estado de S. Paulo

15 Abril 2010 | 19h47

WASHINGTON - Os deputados Milton Monti (PR-SP) e Jaime Martins (PR-MG) entregaram à Federal Aviation Administration (FAA), o órgão americano que regulamenta a aviação civil, um dossiê pedindo a cassação das licenças dos pilotos Joseph Lepore e Jan Paladino. Lepore e Paladino pilotavam o Legacy que se chocou com o voo 1907 da Gol, em setembro de 2006, causando a morte de 154 pessoas.

 

Os dois continuam pilotando normalmente nos EUA - um trabalha para a American Airlines e outro para a ExcelAir. "Pilotos americanos que cometeram erros muito mais leves nos EUA, que nem causaram mortes, perderam suas licenças", disse Dante Aquino, advogado dos familiares das vítimas, que acompanhou os deputados a Washington. "Não queremos indenização nem outro processo penal, queremos uma medida administrativa, para que eles não possam mais voar."

 

O grupo entregou o dossiê ao vice-diretor do setor jurídico da agência, James Whitlow, que prometeu dar uma resposta em uma semana. O documento foi entregue também a cinco deputados americanos.

Mais conteúdo sobre:
voo 1907 acidente da Gol Legacy

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.