1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Dez presos fogem do Complexo de Pedrinhas, em São Luís do Maranhão

Ernesto Batista - especial para O Estado de S. Paulo

04 Abril 2014 | 00h 11

Com essa fuga, sobe para 14 o número de detentos que escaparam de presídios maranhenses nos últimos cinco dias

SÃO LUÍS - Dez presos fugiram na noite desta quinta-feira, 3, do Presídio São Luís II, que faz parte do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Com essa fuga, sobe para 14 o número de detentos que escaparam de presídios maranhenses nos últimos cinco dias.

A Secretaria de Estado de Justiça e Administração Penitenciária do Maranhão (Sejap) afirmou em nota que os presos serraram as grades do teto de um dos pátios e usaram uma "tereza" - corda feita com trapos - para fugir. Outros dois presos ficaram feridos ao tentar escapar e foram recapturados.

O chefe do plantão do presídio - cujo nome não foi revelado - foi afastado de suas funções e a secretaria abriu uma sindicância para investigar as circunstâncias da fuga.

Outros casos. Esta é a segunda fuga de presos registrada em cinco dias no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, que é formado por oito unidades prisionais. Na primeira ocasião, registrada no domingo, 30, quatro presos conseguiram fugir do Presídio São Luís I por um túnel que ligava a cela 14 do Bloco B do presídio às guaritas do Complexo Penitenciário.

O túnel por onde houve a fuga era o oitavo descoberto em Pedrinhas desde o começo do ano porém, nas sete ocasiões anteriores, os agentes penitenciários haviam conseguido identificar as rotas de fuga antes que os presos tentassem escapar.

Ainda no domingo, o secretário de Justiça e Administração Penitenciária, Sebastião Uchôa, disse que os detentos saíram do túnel e pularam o muro da unidade prisional sob a vista dos guardas. "Vamos abrir sindicância para apurar se houve conivência ou negligência da administração das unidades e, caso seja comprovado, pediremos afastamento imediato da direção", afirmou no domingo.