Dilma luta para ser 1ª presidente

Líder das pesquisas na mais radicalizada disputa pela Presidência da República desde a redemocratização, a candidata do PT, Dilma Rousseff, pode se tornar a primeira mulher a presidir o Brasil. A economista e ex-ministra da Casa Civil foi, de 1970 a 1973, presa política, por ter integrado o organização Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), de resistência à ditadura de 1964. É considerada uma gestora dura e de perfil tecnocrático e pouco carismática, além de protagonizar sua primeira disputa para um cargo eletivo. Para elegê-la, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva engajou-se firmemente na campanha eleitoral, provocando, por parte da oposição, acusações de violação da lei eleitoral e uso indevido da máquina pública.

, O Estado de S.Paulo

30 Outubro 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.