Eleitores consideram candidatos agressivos

Pesquisas qualitativas feitas pela campanha de Dilma Rousseff (PT) durante o debate da TV Record, na noite de segunda-feira, indicaram que os eleitores consideraram tanto a petista quanto o seu adversário, José Serra (PSDB), muito agressivos no programa.

Vera Rosa / BRASÍLIA, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2010 | 00h00

Munido dessa análise, o marqueteiro João Santana pediu à candidata do PT, no intervalo do primeiro para o segundo bloco, que baixasse o tom em seus comentários, mesmo nos revides.

"Não estou dizendo que você mente. Estou dizendo que você é muito mal informado", insistiu Dilma em uma de suas réplicas, já seguindo a nova ordem. Diante da reprovação de sua estratégia no início do debate, a petista fez de tudo para jogar em Serra a imagem de mais agressivo.

"Foi ele que começou com as estocadas", endossou o candidato a vice, Michel Temer (PMDB-SP), ainda no estúdio. "Isso não contribui em nada para o esclarecimento das propostas."

No fim do programa, quando eleitores de Dilma já davam sinal verde para a correção de rota, a senadora eleita Marta Suplicy (PT-SP) insistiu para carimbar Serra como provocador. "Ninguém pode fazer um debate tão agressivo e, nas considerações finais, pregar a campanha da fraternidade", ironizou ela.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.