Em Minas, polícia prende pedófilo que se passava por árbitro de futebol

Comerciante levava os garotos de jogos infantis que apitava para sua casa e para a loja onde trabalhava

Marcelo Portela, de O Estado de S.Paulo

04 Dezembro 2012 | 19h09

A Polícia Federal em Divinópolis, na região central de Minas, prendeu nesta terça-feira, 4, um comerciante que atuava como árbitro de futebol amador e que usava a atividade para aliciar crianças que eram abusadas sexualmente. Com o suspeito, preso mediante ordem judicial, foram apreendidos um computador, telefones celulares e pen drives usados para armazenar imagens de pedofilia e que ainda vão ser analisados para verificar se o acusado distribuía as imagens.

Segundo a PF, a prisão ocorreu após dois meses de investigações, iniciadas após o Ministério Público (MP) receber informação sobre o crime. A apuração revelou que o comerciante levava os garotos de jogos infantis que apitava para sua casa e para a loja onde trabalhava, no centro do município.

De acordo com a polícia, o acusado fotografava e filmava os abusos.

Nesta terça foram feitas buscas nos dois endereços. O suspeito foi encaminhado para o presídio Floramar e deve responder por crimes que, somados, podem render mais de 20 anos de prisão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.