Dida Sampaio/Estadão
Dida Sampaio/Estadão

'Estadão' conquista as 2 principais categorias do Prêmio Petrobrás de Jornalismo

'Terra Bruta - Pistolagem, devastação e morte no coração do Brasil' foi a vencedora do grande prêmio e 'Fauna Invisível da Mata Atlântica' de 'Inovação'

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

09 Outubro 2017 | 22h07

RIO - O Estadão foi o vencedor nas duas principais categorias do IV Prêmio Petrobrás de Jornalismo, cujo resultado foi anunciado na noite desta segunda-feira, 9, no Rio de Janeiro. O grande prêmio foi concedido à reportagem "Terra Bruta - Pistolagem, devastação e morte no coração do Brasil", de autoria dos repórteres André Borges, Leonencio Nossa e Luciana Garbin e dos repórteres fotográficos Dida Sampaio e Hélvio Romero.

+++ 'Terra Bruta - Pistolagem, devastação e morte no coração do Brasil' - Leia a reportagem vencedora

"Passamos sete meses rodando 15 mil quilômetros de estrada. É muito bacana que ainda haja espaço para esse tipo de reportagem. Esse prêmio só fortalece e incentiva a gente", afirmou o repórter André Borges ao receber o prêmio principal. 

Já o repórter Herton Escobar foi o premiado na categoria especial "Inovação", com a matéria "Fauna Invisível da Mata Atlântica".

"Foram oito meses fazendo foto, vídeo e texto. Não posso deixar de agradecer ao Estadão por acreditar no meu trabalho, a todos os colegas da arte e a todos os cientistas que me permitiram permanecer na floresta", disse Escobar.

+++ 'Fauna Invisível da Mata Atlântica' - Leia a reportagem vencedora

A cerimônia que apresentou os vencedores do IV Prêmio Petrobrás de Jornalismo ocorreu no Teatro Municipal, no centro do Rio. A petroleira se tornou a principal responsável pelo reconhecimento dos trabalhos jornalísticos do País, no lugar da Esso, que encerrou sua tradicional premiação.

Mais conteúdo sobre:
Estadão Mata Atlântica Esso Jornalismo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.