1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Explosão em fábrica deixa pelo menos um morto em MG

Agencia Estado

12 Abril 2002 | 16h 07

A explosão no setor de britagem de uma unidade da Metalúrgica Rima, em Várzea da Palma, 300 quilômetros ao norte de Belo Horizonte, provocou a morte de pelo menos um operário e deixou três feridos no final da manhã de hoje. Informações iniciais da Polícia Militar davam conta de que duas pessoas haviam morrido no momento do acidente, que cinco tivessem ficado feridas e que outras duas estivessem desaparecidas. O diretor-presidente da empresa, Ricardo Vicentin, no entanto, negou os números. "Na verdade, um rapaz, cujo nome não tenho ainda, morreu e mais três operários se feriram", disse Vicentin. "Dos feridos, todos foram transferidos para hospitais de Belo Horizonte; um, em estado mais grave, foi para a capital de avião, cedido por uma empresa da região", acrescentou. No início da tarde dois operários haviam dado entrada no Pronto Socorro do Hospital João XXIII: Edvaldo Lopes dos Santos, de 32 anos, e Mauro Aparecido da Silva, cuja idade não foi informada. Os dois apresentavam graves queimaduras de segundo e terceiro graus. De acordo com Vicentin, o unidade de Várzea da Palma, com 800 empregados, se constitui de duas fábricas, de silício metálico e de ligas de cálcio. O acidente aconteceu por volta de 10h30 no setor de britagem, na produção de ligas de cálcios. A suspeita é de que uma falha humana possa ter sido a causa do acidente.

  • Tags: