1. Usuário
Assine o Estadão
assine


FAB diz que avião da Azul não corria risco de colidir durante decolagem

O Estado de S. Paulo

15 Maio 2014 | 19h 18

Piloto decidiu frear bruscamente para evitar batida; voo seguia para Maceió

SÃO PAULO - A Força Aérea Brasileira (FAB) disse nesta quinta-feira, 15, por meio de nota, que o avião da Azul com destino a Maceió (AL) não corria o risco de colidir contra outra aeronave no Aeroporto de Aracaju. Na tarde desta quarta, um piloto da companhia aérea freou bruscamente o avião na hora da decolagem para evitar a batida.

Segundo a FAB, os tráfegos conhecidos no momento do incidente eram o da aeronave da Azul, que decolaria da pista 11, e um helicóptero que se aproximava do aeródromo pela direita.

O órgão garante que o trajeto feito pelo helicóptero era um "procedimento normal" e "não cruzaria a rota de decolagem que seria utilizada pela aeronave da Azul". De acordo com a FAB, "em função de trajetos totalmente distintos, não havia risco de colisão entre as duas aeronaves".

Azul. Segundo o relato do piloto aos passageiros do voo, se a medida não tivesse sido tomada as aeronaves teriam colidido 20 segundos após a decolagem. Um dos passageiros do voo da Azul, o alagoano Luciano Cabral, filmou o momento em que o piloto descreve por que tomou a decisão de abortar a partida, e postou em seu Facebook.

Em nota, a Azul afirmou que teve a decolagem abortada "após receber indicação de potencial conflito de tráfego" por causa "da presença de outra aeronave em sua trajetória". A aeronave foi inspecionada por técnicos e liberada para o voo com atraso de uma hora. A companhia disse "lamentar eventuais transtornos" e ressaltou que a ação foi "de caráter preventivo".

  • Tags: