Falcão nega ter copiado arquivos

O coordenador de comunicação da campanha de Dilma Rousseff (PT), deputado estadual Rui Falcão, negou em nota ter feito cópia de arquivos do jornalista Amaury Ribeiro Jr. ou ter tido acesso a um suposto dossiê. Amaury assumiu em depoimento à Polícia Federal ter solicitado informações fiscais de tucanos próximos ao presidenciável José Serra.

, O Estado de S.Paulo

22 Outubro 2010 | 00h00

"Nego terminantemente - e cabe a quem acusa fazer prova - que tenha copiado dados ou arquivos do mencionado laptop do jornalista." Falcão afirmou que tomou conhecimento da existência do suposto dossiê pela imprensa. "Quando procurado, sempre informei que a campanha não produzia dossiês nem autorizava qualquer pessoa a fazê-lo em nome da campanha."

Além de contestar as informações de que tenha morado num apart-hotel do Meliá na capital federal - o mesmo onde o jornalista afirma ter se hospedado -, Rui Falcão disse ao Estado que gostaria de ter acesso ao depoimento de Amaury antes de fazer qualquer comentário. "Quero ver o depoimento para me manifestar. É direito meu."

Acrescentou que conforme relatos do depoimento do jornalista na imprensa ele não teria afirmado à PF que o PT pagou um flat em Brasília para hospedá-lo no início do ano. "O PT não pagou o flat", enfatizou Rui Falcão. "Se, porventura, chegou a constar meu nome na recepção do hotel, não é de meu conhecimento, nem de minha responsabilidade."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.