''Faltou muito pouco. Agora, é mostrar as propostas e aprofundar os temas''

Michel Temer, candidato a vice-presidente na chapa de Dilma Rousseff

Patrícia Campos Mello, O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2010 | 00h00

O deputado federal Michel Temer (PMDB-SP), candidato a vice na chapa de Dilma Rousseff (PT), não transpareceu decepção diante do resultado de ontem, que frustrou as expectativas do governo de resolver a eleição já no primeiro turno da eleição. Temer limitou-se a dizer: "Faltou muito pouco para ganharmos no primeiro turno. A partir de agora, a estratégia é aprofundar os temas."

O que deu errado? Por que vocês não ganharam no primeiro turno, como esperavam?

Olha, faltou muito pouco para ganharmos no primeiro turno. A campanha foi muito bem conduzida, foi feita de forma correta, eleição é assim.

Qual a estratégia daqui para frente? Como vocês pretendem ganhar no segundo turno?

Nossa estratégia é mostrar as propostas, aprofundar os temas e colocar muito bem nossa posição.

Agora começa tudo do zero? Temos a partir deste momento uma eleição nova?

Os votos do primeiro turno foram muito significativos, mostraram uma opção muito clara da população. Um grande eleitorado mostrou que apoia nossas propostas. Precisamos trabalhar para reforçar esses votos.

Se vocês conseguirem vencer no segundo turno, quais serão os passos imediatos?

Teremos um tempo de reflexão e, logo depois, começamos a trabalhar na transição de governo.

Em um eventual governo Dilma, qual será o papel do PMDB?

O PMDB vai esperar o chamamento da presidente e vai colaborar da maneira que for melhor. Trata-se de um regime presidencialista, vamos discutir com a presidente Dilma como nosso partido pode colaborar da melhor maneira.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.