Família de Tomazi autoriza doação de suas córneas

A diretora do Departamento de Atenção Hospital do Centro Hospitalar do Município de Santo André, Noemia Conceição Gil, informou nesta tarde que a família do subtenente Exército Alci José Tomazi autorizou a doação de suas córneas. Segundo ela, ele já havia expressado o desejo de fazer isso. Tomasi, que fazia a segurança de Sandro Luiz Lula da Silva, filho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, foi assassinato durante provável tentativa de assalto, ocorrida na noite de ontem. Ele chegou de madrugada ao hospital já em coma profundo, quadro que não permitia qualquer intervenção cirúrgica. "A bala transfixou o cérebro do subtenente", explicou o neurocirurgião Dalmo de Souza. "Entrou na área temporal direita e saiu pelo osso parietal esquerdo." O cabo do Exército Nivaldo Ferreira dos Santos, que também fazia a segurança de Sandro Luiz, recebeu um tiro na mão e outro no abdome. Segundo o neurocirurgião da Presidência da República, Cleber de Araújo Leal Ferreira, ele está fora de perigo. » Seguranças de filho de Lula são baleados » Polícia caça ladrões que balearam seguranças do filho de Lula » Lula foi informado do roubo de carro da escolta do filho » É grave o estado de saúde do segurança do filho de Lula » Governo divulga nota sobre ataque a seguranças do filho de Lula » Filho de Lula viajou para Brasília » Morre segurança do filho de Lula » Corpo do subtenente será trasladado para Santa Maria (RS) » Ladrão que baleou segurança já tem retrato falado » Morte de segurança é aviso para governos, diz Genoino » Polícia tem pista de assassinos de segurança, diz Alckmin » Polícia detém dois suspeitos do assalto aos seguranças » Lula manifesta em nota pesar pela morte de subtenente »Cabo que fazia a segurança reconhece os assaltantes

Agencia Estado,

19 Junho 2003 | 17h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.