Força-tarefa tenta coibir crimes eleitorais

PARÁ

, O Estado de S.Paulo

27 Outubro 2010 | 00h00

O Ministério Público Eleitoral, a Polícia Federal e o Ministério Público Militar do Pará decidiram unir forças para combater crimes eleitorais na reta final da disputa entre a governadora Ana Júlia Carepa (PT) o candidato Simão Jatene (PSDB). Segundo denúncias encaminhadas de todo o Estado aos procuradores eleitorais, há esquemas como distribuição de gasolina, uso de veículos e servidores públicos e compra de votos. O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) requisitou tropas federais para garantir a segurança em 80 municípios.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.