1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Frases do dia: Gilberto Carvalho diz que apoio do governo a evento do MST é 'legítimo'

O Estado de S.Paulo

26 Fevereiro 2014 | 19h 19

No Rio, ator solto após engano diz que perdoa mulher que o acusou de roubo: 'Não guardo rancor'

O ministro da Secretaria Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, defendeu o financiamento do governo ao Congresso do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), realizado há 10 dias em Brasília. Gilberto classificou de "ideológicas e políticas" a revelação de que Caixa Econômica Federal, BNDES e Petrobrás haviam patrocinado uma feira agroecológica realizada durante o congresso. "A Caixa Econômica, o BNDES e qualquer órgão público financiaram simplesmente o apoio à produção legítima de agricultores que estão contribuindo muito para a melhoria da qualidade do produto que chega à mesa do brasileiro", afirmou o ministro.

No julgamento do mensalão, quatro ministros votaram por absolver réus do crime de quadrilha. A sessão desta quarta-feira, 26, foi marcada pela discussão entre os ministros Joaquim Barbosa e José Roberto Barroso, que abriu uma divergência. "São penas altas, muitas vezes aplicadas a homicídio", disse Barroso. O ministro concluiu seu voto afirmando que o Supremo Tribunal Federal é local de "razão pública e não paixões inflamadas".

Solto. Cerca de duas horas após ser libertado do presídio onde permaneceu por 16 dias após ser acusado de roubo por uma mulher, o psicólogo e ator Vinícius Romão afirmou que perdoa a autora da acusação. "Não guardo rancor. Ela estava nervosa, e infelizmente me confundiu." O artista deixou a Cadeia Pública Patrícia Acioli, em São Gonçalo, Região Metropolitana do Rio, às 13h43 desta quarta-feira, 26. Mais de dez amigos de Souza foram até a porta do presídio para acompanhar a libertação.